G7: Papa faz discurso na sexta-feira em sessão sobre inteligência artificial

Publicado em: terça, 11 de junho de 2024 às 08:23h
Por: Andressa Collet - Vatican News

A lista de participantes é longa, mas, além de Francisco, já estão confirmados o presidente do Brasil e dos EUA, além do secretário-geral da ONU, António Guterres, para o G7 que começa na quinta (13/06), na região italiana da Puglia. O Papa faz pronunciamento em sessão dedicada à inteligência artificial, na primeira vez que um Pontífice participa da reunião de cúpula do grupo, aberta a países convidados.

Ouça a reportagem e compartilhe: https://media.vaticannews.va/media/audio/s1/2024/06/10/16/138021598_F138021598.mp3

Andressa Collet - Vatican News 

O Papa Francisco viaja na sexta-feira (14/07) para Puglia, região sul da Itália, para participar do G7 que começa na quinta-feira (13/06). O local que irá receber chefes de Estado de todo mundo durante três dias é um resort, de conceito visionário da família Melpignano, chamado de Borgo Egnazia, que pertence ao município de Savelletri di Fasano, a cerca de 60 Km da capital Bari. Na agenda do Pontífice, o pronunciamento de um discurso na sessão dedicada aos riscos e oportunidades apresentados pela inteligência artificial, como orador principal, aberta também aos países convidados e não somente aos membros do G7.

Papa participará da sessão do G7 sobre Inteligência Artificial

Uma contribuição, do Papa e da Santa Sé, para ajudar a definir regulamentos em caráter ético e cultural para o tema, tão desafiador diante das novas possibilidades da tecnologia, em um caminho "que leva a dar aplicação concreta ao conceito de algorética, ou seja, dar ética aos algoritmos", já havia antecipado Giorgia Meloni, primeira-ministra da Itália que vai liderar o encontro mundial no país, ao agradecer a presença do Pontífice em vídeo divulgado em abril.

É a primeira vez que um Pontífice participa da reunião de cúpula do grupo, que é formado também, além da Itália, pelos Estados Unidos, Canadá, França, Reino Unido, Alemanha e Japão. Segundo o cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, ao falar com a imprensa sobre a participação do Papa no G7 durante evento literário na Universidade Gregoriana de Roma na semana passada, Francisco, além da sua participação com discurso, deverá dedicar tempo a algumas reuniões bilaterais com presidentes e chefes de Estado. 

Os bispos da Puglia estão preparando uma mensagem que será entregue aos participantes do encontro com divulgação prevista para os próximos dias. O anúncio foi feito em comunicado divulgado pela Conferência Episcopal da Pugliar reunida na cidade de Conversano, no Oásis de Santa Maria dell'Isola, no último dia 4 de junho.

Os participantes da cúpula do G7

Para o G7 que será realizado de quinta a sábado, de 13 a 15 de junho, na Puglia, são esperados, além do presidente do Brasil, Lula, e do presidente dos EUA, Joe Biden; o secretário-geral da ONU, António Guterres; a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen; representantes do FMI, do Banco Mundial e do G20. Entre os principais temas, além da inteligência artificial, as questões econômicas, a competitividade com a China, o mercado livre, a segurança alimentar, as relações entre clima e energia, a imigração e a reconstrução da Ucrânia.

Fonte: Andressa Collet - Vatican News