Os 50 anos da Santa Sé no Conselho da Europa

Há cinquenta anos a Santa Sé recebia o status de observador junto ao Conselho da Europa. Em Estrasburgo um congresso interdisciplinar abre as celebrações. Entrevista com Dom Marco Ganci, observador permanente da Santa Sé junto ao Conselho da Europa

Cidade do Vaticano

“O importante é semear”, “fazer ouvir a própria voz” e dar expressão “aos que não têm voz”: “o problema seria não falar”. São palavras de Dom Marco Ganci, enviado especial e observador permanente da Santa Sé junto ao Conselho da Europa, ao resumir o compromisso dos cristãos do Velho Continente junto com o da Santa Sé na instituição internacional de Estrasburgo que promove a democracia, os direitos humanos, a identidade cultural europeia e a busca de soluções para os problemas sociais de hoje.

Construir juntos a Europa

A ocasião é o Simpósio interdisciplinar sobre o tema “Construir juntos a Europa – 50 anos da Santa Sé no Conselho da Europa” realizada de 7 a 9 de janeiro em Estrasburgo. A introdução dos trabalhos é confiada ao arcebispo Paul Richard Gallagher, Secretário para as Relações com os Estados.

A presença da Santa Sé

“Justamente no ano 2020 – explica ao Vatican News dom Marco Ganci – completam 50 anos da presença da Santa Sé no Conselho da Europa. Para a ocasião organizamos estes 3 dias interdisciplinares para dar início às celebrações. Trata-se de momentos de estudo, seminários, colóquios, relações para fazer com que compreendam e entendam o motivo da presença da Santa Sé no Conselho da Europa e mais em geral na comunidade internacional”.

A serviço do bem comum

Nestes cinquenta anos, prossegue, a missão da Santa Sé foi e continua a ser “a de participar ativamente das atividades do Conselho da Europa, segui-las, dar sua contribuição com o específico mandato da Santa Sé, que é o de estar sempre a serviço do Evangelho, mas recordar também no plano jurídico de nível internacional a missão que é própria da Igreja, de recordar seja o Evangelho, seja o de estar a serviço do bem comum, do bem do homem. O Conselho da Europa – esclarece o observador permanente – dedica-se especificamente das questões de democracia, do estado de direito, dos direitos humanos, temáticas que a Santa Sé segue com muita atenção: a sua contribuição é a de fazer ouvir a própria voz, uma voz magistral, através das mensagens do Santo Padre, a visita de dois Papas aqui em Estrasburgo – São João Paulo II e Francisco – e também com visitas de funcionários de alto nível ao Vaticano”. A questão é sempre a de “dar uma encorajamento para construir uma Europa mais solidária, igualitária, justa, fundada na paz, nos valores humanos que são os que a Santa Sé sempre recorda e defende”.

Pontes no diálogo

Outro ponto central das discussões são os vários aspectos da participação dos cristãos na construção europeia, como a liberdade religiosa, bioética, migrações, novas tecnologias. “Por exemplo uma das novas comissões intergovernamentais – informa Dom Ganci – é sobre a inteligência artificial. Foi introduzida no final de novembro e já foi realizada a primeira reunião. A Santa Sé também participa, o Papa está muito atento, há também em programa um encontro em Roma, no Vaticano”. Portanto a atividade está ligada a questões inerentes “os direitos humanos e que servem para poder dar uma contribuição espiritual, moral e à luz da nossa missão específica. Há sempre uma atenção particular da Santa Sé para com estas temáticas: a migração, o tema das liberdades religiosas, do diálogo intercultural”. Sobre como os cristãos possam continuar a construção da Europa e levar adiante a ideia de uma Europa unida em um período no qual se levantam outros muros, o observador permanente sublinha a contribuição da Santa Sé em “construir – como recorda o Papa – pontes no diálogo, no respeito pelo outro no respeito da própria identidade mas principalmente para crescer juntos”. Eis porque “a temática destes três dias de estudo é construir juntos a Europa. A contribuição que a Santa Sé dá não é apenas para os cristãos ou os católicos, é para todos”.



Cadastre-se e receba as Principais Notícias da Diocese no seu Email